domingo, 22 de janeiro de 2017

Um instante único




UM SÓ LUGAR, DOIS TEMPOS DISTINTOS... UM INSTANTE ÚNICO.


Facilitação Gráfica, Graphic Facilitation, Max Ribeiro
Facilitação Gráfica - Max Ribeiro

Por vezes me pergunto se o tempo é uma sucessão estanque de fatos, que se realizam um após o outro sem qualquer possibilidade de retrocesso.


Não haveria, talvez, formas de permitir que o tempo passado e o tempo presente se encontrassem em algum momento? Acredito que sim. Talvez sejam as lembranças e as memórias de tempos vividos, as linhas transversas capazes de costurar o tempo de uma forma tal que deixe ele de ser essa sucessão linear da vida para se configurar como uma verdadeira colcha de retalhos, em que não só o passado e o presente conversem harmoniosamente, mas em que essa mistura atípica possa influenciar de forma determinante o futuro.


"Tempo, tempo, tempo, um senhor tão bonito." Pode muito e pode sempre. Traz a vida e a toma, traz alegrias e provoca tristezas, produz lembranças e amarela as memórias tal qual o papel fotográfico que perde o brilho, seus contornos e sua textura. Mas é ele a força exuberante que embala a vida, como a rede presa em árvores que se movimenta ao sabor da suave brisa, mas também do vendaval e da tempestade avassaladora.

Essas memórias, íntegras ou coloridas pelas emoções nos guiam no tempo presente e pincelam, ainda que longinquamente, o porvir.


É o tempo que nos permite estarmos em um só lugar em momentos distintos, que nos permite o hoje com as notas do sabor de ontem, com tamanha completude que passado e presente se confundem em um sabor único e emocionante que só o coração e a alma são capazes de alcançar.

Um só lugar, dois tempos distintos... Mas um instante único.


Avô e neto, 55 anos de diferença (1962 - 2017) - Egito/Cairo.


Gerdal Ribeiro - Egito/Cairo 1962                                                        Henrique S. Ribeiro - Egito/Cairo 2017





Facilitação Gráfica: Max Ribeiro

Nenhum comentário:

Postar um comentário