Mostrando postagens com marcador EPC. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador EPC. Mostrar todas as postagens

quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

Escolha

Por Fabiana G. Persicotti


Graphic Facilitation, Faciliatação Gráfica, Max Ribeiro 
Percebeu-se presente no exato instante em que o encontro com a solidão mostrou-se inadiável, embora não previamente marcado. Não importa o quão satisfeito com a vida se está, com as amizades, conquistas ou amores, inevitavelmente este momento chegará e se aperfeiçoará no preciso interregno em que relevantes decisões precisam ser tomadas, em que opções precisam ser feitas.




Graphic Facilitation, Faciliatação Gráfica, Max Ribeiro 
Em tal momento, acompanhado apenas dela, da solidão, viu-se diante de mais de uma possibilidade. Todas, contudo, impossíveis de coexistir. O impasse: a decisão pelo caminho a trilhar implicará necessariamente uma renúncia. Indaga, então, em seu âmago: “como fazer a opção certa?” Vai além: “há opção certa?” 



Graphic Facilitation, Faciliatação Gráfica, Max Ribeiro 
Esta incerteza parece-lhe impossível de ser colmatada. Ávido por respostas, busca nas redondezas lampejos que lhe pudessem fornecer auxílio. Em vão. Está em meio do nada, como que naufragado na ausência. Largas e altas paredes o separam de tudo e todos, há no ambiente apenas seu ser e as opções que a vida lhe coloca à escolha. Nada lhe poderá fornecer ajuda, apenas sua consciência, sua vontade e percepção. 





Graphic Facilitation, Faciliatação Gráfica, Max Ribeiro 
Fácil retroceder o olhar e avaliar as opções feitas em outros tempos, avaliá-las e julgá-las a partir do entorno. Mas agora é diferente, precisa decidir sem esses elementos.

Recorre por fim, à fração mais recôndita de seu coração, aos valores que nutre e que o ensinaram a viver e, norteado por eles, entrega-se à intuição com confiança tamanha que esta o leva a seguir, talvez já sem dúvidas, de que o caminho certo é justamente o caminho de sua escolha.
 
 
 
 
 
Graphic Facilitation, Faciliatação Gráfica, Max Ribeiro
Facilitação Gráfica Max Ribeiro
 
 
 
 
 

sábado, 3 de setembro de 2016

SKETCHING

Um dos comentários que mais escuto quando estou desenhando ou quando mostro meus desenhos é: "eu não consigo desenhar nem uma linha reta". Bom, e para que você vai querer uma linha reta?

Sketching - Max Ribeiro
Sketching - Max Ribeiro

Sketching - Max Ribeiro
Sketching - Max Ribeiro

Sketching - Max Ribeiro
Sketching - Max Ribeiro

Sketching - Max Ribeiro
Sketching - Max Ribeiro
Sketching - Max Ribeiro
Sketching - Max Ribeiro

Sketching - Max Ribeiro
Sketching - Max Ribeiro

Sketching - Max Ribeiro
Sketching - Max Ribeiro

sexta-feira, 22 de abril de 2016

SORTE

Sorte é o cruzamento da oportunidade com a preparação.

Facilitação Gráfica Max Ribeiro
Facilitação Gráfica Max Ribeiro

FABI...


Facilitação Gráfica Max Ribeiro
Facilitação Gráfica Max Ribeiro




Facilitação Gráfica Max Ribeiro
Fabi

DESENHOS E IMAGINAÇÃO - parte II

Desenhe, faz bem!!!

Facilitação Gráfica Max Ribeiro Castelos
Facilitação Gráfica Max Ribeiro



Facilitação Gráfica Max Ribeiro Castelos
Facilitação Gráfica Max Ribeiro



Facilitação Gráfica Max Ribeiro Keep Walking
Facilitação Gráfica Max Ribeiro


Facilitação Gráfica Max Ribeiro
Facilitação Gráfica Max Ribeiro

Facilitação Gráfica Max Ribeiro
Facilitação Gráfica Max Ribeiro


Facilitação Gráfica Max Ribeiro
Facilitação Gráfica Max Ribeiro

Facilitação Gráfica Max Ribeiro
Facilitação Gráfica Max Ribeiro


Facilitação Gráfica Max Ribeiro
Facilitação Gráfica Max Ribeiro

Facilitação Gráfica Max Ribeiro
Facilitação Gráfica Max Ribeiro





quinta-feira, 4 de junho de 2015

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO

Facilitação Gráfica Max Ribeiro
Facilitação Gráfica Max Ribeiro
É uma metodologia administrativa que permite estabelecer a direção a ser seguida pela empresa, e que visa ao maior grau de interação com o ambiente, no qual estão os fatores externos ou não controláveis pela empresa.

O planejamento estratégico deve considerar toda a empresa e não apenas uma de suas partes. Nesse contexto pode ser considerado, no mínimo,  inadequado falar-se planejamento estratégico de marketing, planejamento estratégico de recursos humanos, planejamento estratégico de produção, etc. Esses tipos de planejamento são táticos, pois consideram uma parte bem delineada da empresa. É evidente que esses planejamentos tratam de questões estratégicas, mas não abordam a empresa como um todo e, portanto, devem ser denominados planejamento tático de marketing, planejamento tático de recursos humanos, planejamento tático de produção, etc.

A afirmação de que o planejamento estratégico considera o sistema empresa como um todo pressupõe o entendimento de que este "todo" também pode representar, conforme o caso, uma corporação ou grupo empresarial, bem como uma unidade estratégica do negócio.



Facilitação Gráfica Max Ribeiro
Facilitação Gráfica Max Ribeiro

Facilitação Gráfica Max Ribeiro



Facilitação Gráfica Max Ribeiro
Facilitação Gráfica Max Ribeiro
Planejamento é a capacidade  de diagnosticar e analisar situações atuais, de articular objetivos empresariais de forma integrada aos objetivos pessoais e de delinear estratégias - inclusive alternativas - para alcançar esses objetivos, bem como de políticas que servem de sustentação a esse processo.







Facilitação Gráfica Max Ribeiro
Facilitação Gráfica Max Ribeiro

Facilitação Gráfica Max Ribeiro
Facilitação Gráfica Max Ribeiro

Facilitação Gráfica Max Ribeiro
Facilitação Gráfica Max Ribeiro

Facilitação Gráfica Max Ribeiro
Facilitação Gráfica Max Ribeiro

Facilitação Gráfica Max Ribeiro
Facilitação Gráfica Max Ribeiro

Facilitação Gráfica Max Ribeiro
Facilitação Gráfica Max Ribeiro

Facilitação Gráfica Max Ribeiro
Facilitação Gráfica Max Ribeiro

Facilitação Gráfica Max Ribeiro
Facilitação Gráfica Max Ribeiro

Facilitação Gráfica Max Ribeiro
Facilitação Gráfica Max Ribeiro

Facilitação Gráfica Max Ribeiro
Facilitação Gráfica Max Ribeiro




OLIVEIRA, Djalma de Pinho Rebouças de. Administração estratégica na prática: a competitividade para administrar o futuro das empresas. 7 ed. São Paulo: Atlas, 2011.

domingo, 1 de fevereiro de 2015

Dom Quixote de La Mancha

DOM QUIXOTE
 
 
Facilitação Gráfica - Max Ribeiro - Dom Quixote
Facilitação Gráfica Max Ribeiro
 
 
Dom Quixote é o título de um livro do escritor espanhol Miguel de Cervantes (1547-1616). A primeira parte deste livro foi publicada em 1605. É uma das obras mais conhecidas da literatura mundial.
 
O titulo do livro é o mesmo do herói da história, Dom Quixote de La Mancha, o cavaleiro andante que vive diversas aventuras pelo interior da Espanha. 

Influenciado pela leitura de diversos contos sobre a cavalaria medieval, o fidalgo Dom Quixote parte em busca de aventuras. Com uma imaginação muito fértil, passa por situações maravilhosas. Chega, por exemplo, a lutar contra gigantes moinhos de vento, sempre tendo ao seu lado o fiel escudeiro Sancho Pança.

O livro mostra as paisagens da região da Espanha no período pós Idade Média. Mergulha também no imaginário e nas fantasias do personagem principal. Embora passe por situações de privações e, muitas vezes, ridículas, Dom Quixote desperta um sentimento de simpatia. A fé e o entusiasmo motivam o leitor, pois os sentimentos do cavaleiro são nobres e puros.
 
Fonte: Sua pesquisa



Facilitação Gráfica - Max Ribeiro - Dom Quixote
Facilitação Gráfica Max Ribeiro
 

terça-feira, 1 de abril de 2014

Facilitação gráfica empregada em sala de aula

Facilitação gráfica empregada em sala de aula 
Por Vitória Peluso 
Facilitação Gráfica Max Ribeiro
Prof. Max Ribeiro - Facilitação Gráfica
A capacidade de representar por meio de ilustrações e imagens o conteúdo ministrado faz parte das aulas de Maxiliano Ribeiro desde o início de sua carreira como professor universitário. Em vez de apenas usar a lousa para escrever ou passar as informações das aulas em apresentações de slides, Max Ribeiro, como é conhecido, desenha imagens relacionadas ao tema estudado por meio de um método chamado Facilitação Gráfica.

Max Ribeiro, que é administrador, especialista em Gestão de Projetos e mestre em Ciência, Gestão e Tecnologia da Informação, ministra as disciplinas de Metodologia de Projetos, Gestão Estratégica e Organização e Gestão para os cursos que integram a Escola de Negócios da Universidade Positivo. Ele conta que o seu envolvimento com a Facilitação Gráfica surgiu antes de começar a dar aulas, ao realizar um curso sobre o assunto em 2008. Há seis anos, Ribeiro ensina seus alunos explorando o método em suas aulas.
                                                                                                                                                           “A Facilitação Gráfica é um estilo de metodologia de condução de grupos que utiliza técnicas de linguagem visual para facilitar processos interativos de comunicação, alinhando imagens e informações”, informa o professor. Entretanto, ele alerta para o fato de que o desenho apresentado não é o mais importante no processo de aprendizado, mas apenas o resultado final das informações que estão sendo ensinadas. Além disso, Ribeiro afirma que, antes de chegar ao desenho, é preciso passar pelo processo de pensamento visual.


Facilitação Gráfica Max Ribeiro
Processo de pensamento visual: olhar, ver, imaginar e mostrar
De acordo com o professor, esse processo é dividido em quatro etapas: olhar, ver, imaginar e mostrar,  sendo a última o resultado final de um trabalho utilizando Facilitação Gráfica. Ribeiro explica que “olhar” significa coletar as informações e fazer uma primeira avaliação. “Olhar envolve examinar o ambiente, a fim de criar um quadro abrangente que forneça uma ideia da situação como um todo e, ao mesmo tempo, ajude a fazer uma primeira avaliação do que está diante dos olhos” esclarece. 


“Ver”, a segunda etapa do processo, consiste em selecionar e agrupar as informações. Nesse momento, o professor alega que os olhos tornam-se, conscientemente, mais ativos e passam a selecionar as informações que merecem uma verificação detalhada. Após a coleta e seleção, ocorre a etapa do “imaginar”, que pode ser definida de duas maneiras: “pode ser o ato de enxergar com os olhos fechados ou o ato de enxergar o que não está visível”, define o professor.

Ao enxergar o que não está visível é preciso mostrar aos outros. “Assim, se faz necessário resumir tudo o que se vê, encontrar a melhor estrutura para representar visualmente as ideias, colocar as coisas claramente no papel, realçar o que se imagina e, a seguir, responder às perguntas da plateia”, explica Ribeiro.

Segundo o professor, o método ajuda a criar significados às informações e colabora com o entendimento do aluno em relação à teoria. “A ideia é de que o aluno não leia, mas veja a informação”, alega. Para isso, ele conta que, ao longo da aula, anota na lousa o conteúdo por meio de ícones e imagens, fazendo com que ele seja visto por “inteiro” e, assim, facilite o entendimento e desenvolvimento das aulas.

Facilitação Gráfica Max Ribeiro
Prof. Max Ribeiro, Facilitação Gráfica em aula de Gestão de Projetos. Universidade Positivo

O professor conta que utiliza o método em suas aulas de duas maneiras, dependendo de como elas foram planejadas. “Eu me preparo antes da aula estudando o conteúdo e desenvolvendo um planejamento de como o conteúdo será apresentado”, conta. Ribeiro explicada que nem sempre tem definidas as ilustrações que irá fazer durante as aulas. “Há aulas que tenho os desenhos definidos e há outras em que vou criando ícones no decorrer da aula, conforme a necessidade do conteúdo”, relata.

Além da possibilidade de usar a metodologia em aulas, Max Ribeiro diz que a Facilitação Gráfica também pode ser útil para fazer o registro visual de eventos como palestras, cursos e até mesmo para a apresentação de trabalhos, como a que ele fez em sua banca de defesa de dissertação de Mestrado. “Eu levei toda a apresentação dividida em vários cartazes e colei os cartazes em toda sala”, relata o professor.
 

O registro da facilitação gráfica

Facilitação Gráfica na aula de Metodologia de Projetos. Universidade Positivo
As aulas e eventos que o professor Max Ribeiro realiza utilizando a Facilitação Gráfica costumam ser fotografas pelos alunos e participantes. Porém, o professor percebeu que seu trabalho precisava ser registrado de uma forma a possibilitar acesso também a outras pessoas interessadas em Facilitação Gráfica. “Eu não queria que o trabalho ficasse perdido”, relata o professor.

Por isso, em 2010, o facilitador gráfico decidiu criar o blog Facilitação Gráfica, no qual mantém um espaço para publicação de textos sobre a metodologia, aulas e trabalhos. Ribeiro conta que, o blog também possibilita que pessoas do mundo inteiro, interessadas no assunto, tenham acesso ao seu trabalho.






Facilitação Gráfica Max Ribeiro
Prof. Max Ribeiro - Universidade Positivo



Para ver artigo original da News da Escola de Negócios, clique aqui.
                 




 
 
 

terça-feira, 5 de novembro de 2013

Facilitação Gráfica em sala de aula

Ambiente Organizacional de Projetos


Facilitação Gráfica Max Ribeiro
Facilitação Gráfica Max Ribeiro



Facilitação Gráfica Max Ribeiro
Facilitação Gráfica Max Ribeiro

Facilitação Gráfica Max Ribeiro
Facilitação Gráfica Max Ribeiro

Facilitação Gráfica Max Ribeiro
Facilitação Gráfica Max Ribeiro


Facilitação Gráfica Max Ribeiro
Facilitação Gráfica Max Ribeiro

Aula: Ambiente Organizacional de Projetos, ministrada na Universidade Positivo, para as turmas de Metodologia de Projetos - Outubro de 2013.

Obs. CAI NA PROVA!